Sónia Baptista

Assentar Sobre a Subida das Águas

Assentar Sobre a Subida das Águas é uma conferência-performance em que se explora o conceito de uma visão poética da possibilidade, mais que certa, e eminente, de uma catástrofe ou acontecimento catastrófico. Em que, ao abordar questões filosóficas, ecológicas e políticas, se esbate a fronteira entre o pessoal e o universal. Em Assentar Sobre a Subida das Águas, reflete-se sobre a impermanência como forma de precariedade, ou da precariedade como forma de impermanência. Num mundo flutuante não há finca-pé.

Será uma alegoria? Estará, muito provavelmente, entre a alegoria, o manifesto e a confissão. Porque trata também da memória como meio frágil da manutenção da história pessoal. Se a água vier é a memória a âncora que mantém ligação à terra. À Terra. Que assim seja.

FICHA TÉCNICA

Direção, Concepção, Escrita e Interpretação Sónia Baptista
Vídeo Héloise Marechal e Sónia Baptista
Violino Maria do Mar
Pintura Pedro Vaz
Figurino Sónia Baptista e Lara Torres
Livro Sónia Baptista e Raquel Melgue
Coordenação e ExecuçãoTécnica e Fotografia Original Raquel Melgue
Co-Produção Alkantara, Transforma
Apoio Fundação Calouste Gulbenkian, Cão Solteiro, Douda Correria
Produção AADK
Agradecimentos Ana, Teresa, Horácio, Brigitte, Eduarda, Ana Vidigal, Clarissa Sachelli, Luís Firmo,Thomas Walgrave, Cláudia Galhós, Liliana Coutinho, Isaque Ferreira, Nuno Moura, João Concha, Paula Sá Nogueira, Sofia Campos, José Manuel Bernardo.

Performance/Conferência

Sala Mário Viegas

Entrada livre mediante levamento de senhas na bilheteira do São Luiz a partir das 13h do próprio dia.

Lotação: 60 lugares


Outros eventos