Cláudia Dias

Segunda-Feira: Atenção à Direita (Monday: Watch out for the Right!)

Quando levamos um soco, pelo menos acontece qualquer coisa. Com alguma sorte, se dermos por ela, temos noção que está a acontecer. É um primeiro passo, quando nos esmurram a cara, saber algo. Mas bom mesmo é saber quem, como, para quê, o que foi. Num mundo de agressão mais ou menos dissimulada, em casa e no trabalho, e mais ou menos simulada, no ócio e no lazer, é de esperar que mais cedo ou mais tarde alguém nos dê esse soco. Nem que seja metafórico. O que surpreende é que tanta gente apanhe sem saber porquê.

Antes de deixar, por inadvertência, que alguém nos esmurre a cara, é bom ter presente as consequências do ato. Não saber quais são a motivação e a finalidade desse mesmo ato é, por mais que o murro nos acerte em cheio, passar ao lado dos acontecimentos. Sem entendimento, o fato é-nos alheio. Eis como um conflito pode chegar a não ser, mesmo depois de ter acontecido. Que é o agora? Comparado com o antes e o depois, nada. Antes e depois do impacto, avaliemos o ato. A partir disto, construamos o edifício do próprio tempo, a história, e a nossa memória do futuro. Não ter medo. Não ter medo de tudo. Não deixar o medo ter tudo. Não edificar sobre ele o Portugal futuro.
(Jorge Louraço Figueira)

FICHA TÉCNICA

Conceito e direção artística Cláudia Dias
Artista convidado Pablo Fidalgo Lareo
Intérpretes Cláudia Dias, Jaime Neves, Pablo Fidalgo Lareo
Olhar Crítico – Sete Anos Sete Peças Jorge Louraço Figueira
Treinador de Boxe Tailandês Jaime Neves
Direção técnica Nuno Borda de Água
Cenografia e desenho de luz Thomas Walgrave
Produção Alkantara
Residências artísticas Espaço Alkantara, Göteborg Dance and Theatre Festival e Vitlycke Centre for Performing Arts (com o apoio de KID Gothemburg), Teatro Extremo /Teatro - Estúdio António Assunção; Companhia de Dança de Almada; O Espaço do Tempo; Teatro Municipal do Porto Tradução Patrícia Azevedo da Silva
Coprodução Alkantara, Câmara Municipal de Almada, Goethe Institut, Maria Matos Teatro Municipal, Teatro Municipal do Porto, Noorderzon Performing Arts Festival Groningen
Apoios EUROPOLY, projeto Europeu para teatro e cinema do Goethe Institut em cooperação com Munchner Kammerspiele, Onassis Cultural Centre Athens, Sirenos – Vilnius International Theatre Festival, Maria Matos Teatro Municipal, Tiger Dublin Fringe, Fundação GDA

O projeto Sete Anos Sete Peças é apoiado pela Câmara Municipal de Almada Com o apoio de Kid Gothemburg

Com o apoio NXTSTP / Programa Cultura da União Europeia

© foto José Caldeira / TMP

ESTREIA NACIONAL

Maria Matos Teatro Municipal

Sala Principal com bancada

SEX 3 e DOM 5 JUNHO - 21H30

SAB 4 JUNHO - 19H

Duração 55min

M12

12€

Em português, legendado em inglês


Outros eventos