Loading...

© The Match Factory

© The Match Factory

© The Match Factory

© The Match Factory

ANTE-ESTREIA NACIONAL
Kornél Mundruczó [HU]
A Lua de Júpiter
Quis criar uma história que levasse as pessoas a questionarem-se continuamente: «Acredito naquilo que vejo ou não?». O filme é sobre a relação que se estabelece entre o espetador e aquilo que ele vê no ecrã, e cria-se um espaço de liberdade para o público. Há quatro anos, antes da crise, fui a um campo de refugiados e vim de lá muito comovido. Passei lá três semanas a recolher vídeos. A problemática é complexa, mas pareceu-me tudo tão cruel... Foi como um espelho que me devolvia a pergunta: «O que é ser europeu?» E isso também me levantou uma questão moral: «O que podemos ter e o que podemos não ter?» Esses dois elementos acabaram por se interligar na ideia... «E se um refugiado pudesse voar?»
Kornél Mundruczó

Um jovem imigrante é alvejado quando tenta passar ilegalmente a fronteira. Aterrorizado e em estado de choque, Aryan, ferido, consegue agora levitar sempre que assim o entende. Atirado para um campo de refugiados, é de lá retirado pelo cínico Dr. Stern que explora o extraordinário segredo do rapaz. Perseguidos por Laszlo, o furioso director do campo, os fugitivos mantêm-se em movimento, enquanto procuram segurança e dinheiro. Inspirado pelo espantoso poder de Aryan, Dr. Stern resolve dar um salto de fé, num mundo em que os milagres não valem nada...

Desde que Hard to be a God, também produzido pela companhia Proton Theatre, foi mostrado no Alkantara Festival, em 2010, o encenador e realizador húngaro Kornél Mundruczó tornou-se uma voz proeminente no cinema europeu contemporâneo com filmes como White God, Tender Son: The Frankenstein Project, Delta e a Lua de Júpiter, em antestreia nacional nesta edição do Alkantara Festival.

Não perca o espetáculo Imitation of Life de Kornél Mundruczó, 1 e 2 de June, às 21h (Teatro Nacional D. Maria II).


3 junho


domingo → 21h30

Espaço de apresentação
Espaço Alkantara

Duração
123 min

Preço
Entrada gratuita

Classificação etária
M/16


Partilhar

Bio&nsbp;
Kornél Mundruczó nasceu na Hungria, em 1975. Estudou na Universidade Húngara de Cinema e Teatro e é hoje um encenador e realizador europeu de renome cujas criações estreiam nos mais prestigiados festivais por todo o mundo. Começou a trabalhar em teatro em 2003. O seu entusiasmo no início de um novo projeto surge sobretudo quando encontra um tema inspirador, uma equipa ou uma sala. Durante o processo criativo, tenta construir uma equipa. Para projetos novos, seleciona frequentemente os mesmos atores, que são para ele parceiros criativos. É com eles que concebe as suas produções. Depois de trabalhar durante vários anos em regime independente mais ou menos com o mesmo grupo de pessoas, fundou em 2009 a sua companhia de teatro independente, Proton Theatre, juntamente com a produtora de teatro Dóra Büki. Foi nomeado para o Prémio Der Faust pela sua encenação notável em Imitation of Life, da Proton Theatre. Foi a primeira vez na história deste prémio que uma companhia de teatro não alemã - neste caso húngara - foi nomeada. Desde 2003, tem encenado também para a ópera. The Makropulos Affair, que estreou na Ópera Flamenga em Antuérpia, foi nomeado para o International Opera Award na categoria de Melhor Nova Produção. Foi o primeiro nomeado húngaro. Mundruczó estreou-se como realizador no Festival de Cannes de 2003. No mesmo ano, fundou a sua produtora de cinema, Proton Cinema Ltd., com Viktória Petrányi, que tem sido sua coargumentista e colaboradora artística desde a universidade. A sua terceira longa-metragem, Johanna, uma adaptação operática da história de Joana d'Arc, foi apresentada na secção independente "Un Certain Regard" do Festival de Cannes, onde a sua sexta longa-metragem, White God, ganhou o prémio principal. Os seus quarto, quinto e sexto filmes integraram a competição oficial de Cannes: Delta em 2008, Tender Son em 2010 e Jupiter's Moon em 2017.
Créditos&nsbp;
Realização Kornél Mundruczó
Elenco Merab Ninidze, Zsombor Jéger, György Cserhalmi, Móni Balsai, András Bálint,Farid Larbi, Máté Mészáros, Szabolcs Bede-Fazekas, Lajos Valázsik, Péter Haumann, Zsolt Nagy, Zoltán Mucsi, Ákos Birkás, Sándor Terhes
Argumento Kata Wéber
Direção de fotografia Marcell Rév H.S.C
Montagem Dávid Jancsó H.S.E
Música Jed Kurzel
Desenho de som Gábor Balázs, Michael Kaczmarek
Efeitos especiais Heiko Tippelt, Jean-Michel Boublil
Flying e Câmera Head Rigger Balázs Farkas
Coordenador de duplos Gáspár Szabó
Maquilhagem Nóra Koltai
Guarda-roupa Sabine Greunig
Design de produção Márton Ágh
Assistência de realização Gábor Gajdos
Diretor de produção Gábor Téni
Produtores Eszter Gyárfás, Júlia Berkes, Judit Sós
 Espectáculo anterior   Próximo espectáculo